Este encantador refúgio, pincelado a tons de areia e de mar, é composto por três zonas distintas que conferem à Nazaré características únicas: o Sítio, a Pederneira e a Praia.

O Sítio é um local secular de peregrinação e de culto. A passagem entre a Praia e o Sítio pode ser feita através do conhecido Elevador centenário, inaugurado em 1889, que nos conduz calmamente a um dos mais emblemáticos locais da Nazaré: a Ermida da Memória! Reza a lenda que foi lá que, em 1182, D. Fuas Roupinho, invocou a N. Sra. da Nazaré que impediu que este se despenhasse da alta falésia. A ermida foi construída então como forma de lhe prestar homenagem. No Miradouro do Suberco pode ver-se a marca deixada pela ferradura do seu cavalo e é de lá que se obtém a melhor vista sobre a praia (a sul), a vila e o oceano Atlântico.

Na praia da Nazaré, para além de saborosos passeios à beira-mar e revigorantes banhos de sol com um perfume singular característico da Costa Litoral, poderá passear pelo paredão e usufruir da enraizada componente cultural que se revela ao virar de cada esquina. Desde os trajes típicos, passando pela arte de coser as redes, preparar o engodo ou secar o peixe sobre o areal, tudo transpira tradição.
No extremo oposto encontra-se a Pederneira, um dos mais importantes portos de mar dos Coutos de Alcobaça entre os séculos XII e XVI.